Reprodução Internet

Começa à zero hora do próximo sábado, 06/03, de sexta para sábado, a implantação da fase vermelha de restrições referente ao Plano São Paulo de enfrentamento à pandemia de Covid-19. Com o agravamento da doença, que atingiu os piores números desde o início da epidemia, todas as regiões do Estado entrarão na fase vermelha.

 A decisão acaba de ser anunciada pelo governador João Doria. A classificação é a mais restritiva do plano de flexibilização da quarentena, pois veta a abertura de restaurantes, academias e outros estabelecimentos considerados não essenciais.

Ontem, terça-feira, 02/03, foram confirmadas 468 mortes causadas pela doença, o maior registro feito no Estado desde o início da pandemia. A ocupação de UTI é de 75,3%, média que é 76,7% na Grande São Paulo. Em leitos de enfermaria, a taxa é de 56,8% em todo o Estado, enquanto é de 63,5% na região metropolitana da capital.

Em parte do interior de São Paulo, a ocupação de UTI é ainda maior, chegando a até 100%, como é o caso de Votuporanga. Esta é a primeira vez, durante a pandemia, que São Paulo manterá as escolas abertas na fase vermelha, desde que cumpra protocolos sanitários e de distanciamento social.

O secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn, deu declarações em que defendeu o fechamento das escolas e não de outros serviços, mas o secretário da Educação, Rossieli Soares, insistiu pela abertura.. A entrevista causou mal estar no governo e a secretaria da Saúde teve, a pedido do Palácio dos Bandeirantes, de publicar uma nota dizendo que se tratava de uma opinião pessoal do secretário.

O que pode funcionar na fase vermelha?

  • Farmácias
  • Mercados
  • Padarias
  • Açougues
  • Postos de combustíveis
  • Lavanderias
  • Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô
  • Transportadoras, oficinas de veículos
  • Atividades religiosas
  • Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria
  • Bancos
  • Pet shops
  • Serviços de delivery ou entregas

 Ficam proibidos

  • Shoppings, comércio de rua, galerias
  • Consumo local em bares e restaurantes
  • Salões de beleza e barbearia
  • Eventos, convenções e atividades culturais
  • Academias
  • Demais atividades que gerem aglomerações

 Funcionamento parcial

  • Lojas de conveniência: venda de bebidas alcoólicas após 6h e até 20h

 Funcionamento facultativo

  • Escolas com aulas presenciais

 Em Votuporanga, as restrições anunciadas continuam valendo.

 

Recomendadas para você