Arquivo Pessoal

Os amigos tinham planejado tirar alguns dias de descanso e escolheram as praias paradisíacas do arquipélago de Fernando de Noronha, no estado de Pernambuco. Aproveitaram bastante o passeio, mas nem imaginavam o transtorno que teriam ao voltar para Votuporanga. O avião em que estavam saiu e voltou para Araçatuba. De lá eles voltaram de Van para Votuporanga. Eram 7 pessoas e o motorista.

Ao descerem em Araçatuba, no início da madrugada, já no aeroporto, receberam a informação de que a cidade estava invadida por criminosos e eles deviam vir embora o mais rápido possível. Ainda nas imediações de Araçatuba, se depararam com um caminhão pegando fogo, atravessado na pista, sobre o Rio Tietê e não tiveram como prosseguir. O medo já tomou conta dos amigos.

Não restou alternativa a não ser pegar o sentido contrário da pista e procurar um atalho, um outro caminho, passando por Jales, mesmo com percurso mais longo. Aí outro susto: na Rodovia Roberto Rollemberg, mais um carro queimando e dessa vez havia pessoas no local, fortemente armadas com fuzis e com o farol de um veículo voltado para a rodovia. Por este motivo, os amigos não conseguiram distinguir se eram policiais ou os bandidos.

Felizmente eram policiais, muitos deles, com muitas viaturas. Como medida de segurança, pediram para revistar a Van, com os fuzis apontados para eles. Depois de se certificarem de que eram turistas, orientaram que prosseguissem viagem, com o máximo de cuidado possível.

Depois do refresco no paraíso de Fernando de Noronha, passar por uma experiência traumática dessas, segundo uma das passageiras: "Ficamos aterrorizados!" Mas felizmente chegaram em casa, em Votuporanga, sãos e salvos. Mas que foi um susto, foi, e dos grandes!

 

Recomendadas para você