No Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado nesta quinta-feira (14/6), a Santa Casa de Votuporanga incentiva a população para salvar vidas. No programa Dica de Saúde, divulgado na rede social, a hematologista e hemoterapeuta Dra Ilmeida Helena Tonini de Oliveira ressaltou a importância do ato, conscientizando os internautas.

Dra Ilmeida afirmou que a doação de sangue é insubstituível, vital para organismo. “O sangue humano não pode ser fabricado artificialmente, por isso a transfusão é a única esperança de vida para nossos pacientes”, disse.

Para facilitar a logística e estimular a população, há a Unidade de Coleta de Sangue, anexa ao Mini-Hospital “Fortunata Germano Pozzobon”. O posto funciona por meio de uma parceria entre a Prefeitura, Hemonúcleo de Ribeirão Preto e Santa Casa de Votuporanga. Nestes primeiros cinco meses do ano, 873 votuporanguenses passaram pelo local, salvando milhares de vida, uma vez que cada doador pode beneficiar no mínimo quatro receptores.

A médica destacou que toda pessoa é doadora em potencial desde que esteja em boa saúde. “Deve ter acima de 50 quilos porque a bolsa é padronizada. Além disso, a faixa etária é entre 16 e 67 anos. Entretanto, de 16 a 18 anos, é necessária autorização dos responsáveis e, acima de 60, tem que haver avaliação médica”, complementou.

Dra. Ilmeida explicou que, ao entrar na Unidade, é feita uma triagem. “São analisados pressão, temperatura, se tem anemia. Após esta etapa, são feitas perguntas sobre doenças, hábitos alimentares, cirurgias recentes, tudo para a proteção do doador e receptor”, disse.

Caminho do sangue

A hematologista e hemoterapeuta explicou que, uma vez colhido sangue, a bolsa é encaminhada para Fernandópolis. “São realizados alguns exames naquela cidade e outros em Ribeirão Preto, específicos de sorologia – testes de HV, sífilis e hepatites. Após o resultado, o Hemonúcleo de Fernandópolis libera o estoque, de acordo com a necessidade”, afirmou.

Ela contou que os pacientes que mais utilizam sangue na Santa Casa são vítimas de acidentes, portadores de doenças crônicas, após cirurgias e hemodiálise.  “Convidamos a todos a doar sangue. É um ato muito importante, a vida depende disso”, finalizou.

Junho Vermelho

Começou no dia 1º a Campanha Nacional “Junho Vermelho”, com o movimento “Eu Dou Sangue” com o intuito de estimular à população para a doação de sangue. Devido ao clima mais ameno deste período do ano e a consequente diminuição dos estoques, a Unidade de Coleta de Sangue da Prefeitura de Votuporanga pretende aumentar o número de doadores de sangue e de cadastros de medula óssea no decorrer da Campanha. 

Os agendamentos para as doações devem ser realizados de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 13h30 às 17h, pelo (17) 3426-7530, ramal 210, ou pelo (17) 98116-7145. Aos sábados, o funcionamento da Unidade é das 8h às 11h.

Recomendadas para você


Principais do dia